logo-circuito-ubu.svg

Catástrofe ancestral – Existências no liberalismo tardio

Catástrofe ancestral – Existências no liberalismo tardio é a tentativa da antropóloga Elizabeth A. Povinelli de olhar para a série de catástrofes contemporâneas – ecológica, social, política – como uma continuação da catástrofe ancestral que tem se abatido sobre os povos indígenas e colonizados.

Geontologias – Um réquiem para o liberalismo tardio

Povinelli aborda a resistência indígena em face da exploração de minérios em seu território e da falta de apoio governamental para a sobrevivência de suas tradições e de seus conhecimentos ancestrais. Ela apresenta sua teoria filosófica sobre o que chama de geontopoder, que é a governança diferenciadora entre a vida e a não-vida.

Você tem 0 leituras selecionadas