logo-circuito-ubu.svg

Caixinha de Março de

História potencial

Ariella Aïsha Azoulay
“Imaginada, reclamada e posta em prática simultaneamente por todos aqueles que estão implicados na violência imperial, a história potencial é a transformação da violência em cuidado compartilhado com nosso mundo comum.”
Para Ariella Aïsha Azoulay, fazer história potencial significa recusar a busca irrefreável pelo novo e afirmar um compromisso com os mundos destroçados pelo domínio imperial. Não se trata de negar o efeito presente desse domínio nem de buscar uma versão alternativa de passado, e sim de adotar outra postura diante de um mundo atravessado pelo imperialismo, que reconheça a motivação política por trás da divisão entre passado, presente e futuro. É ao retornar para o momento em que outro mundo ainda era possível que se pode recuperar o potencial que sempre esteve lá.

Brinde do mês

Em breve.

Outros livros

Julho de
2024

Catástrofe ancestral – Existências no liberalismo tardio

Elizabeth Povinelli
Dezembro de
2022

Dizer a verdade sobre si

Dezembro de
2023

Ética na Inteligência Artificial

Fevereiro de
2023

Terra arrasada – Além da era digital, rumo a um mundo pós-capitalista

Março de
2023

Geontologias – Um réquiem para o liberalismo tardio

Elizabeth Povinelli
Abril de
2024

Sobre desistir

Adam Phillips
Você tem 0 leituras selecionadas