[Artigo] O cartaz como arma fatal da Revolução Russa

O cartaz foi uma importante arma usada pelos jovens artistas soviets para divulgar mensagens revolucionárias.

A maior parte da vanguarda estética se une, pelo menos por algum tempo, à revolução dos bolcheviques. O cartaz de Melnikov é notável porque conjuga códigos iconográficos clássicos do mundo do trabalho – fábricas, guindastes – e um imaginário de desenvolvimento, o que pode ser visto através dos aviões, raios e robôs. Mais do que nunca, a revolução deve ser global e a refundação da humanidade total. Pode-se também notar uma influência direta da necessidade de representar uma guerra moderna. A audácia estética de uma parte da produção “vermelha” seduz hoje o nosso olhar, que incorporou as lições gráficas da arte do século XX. 

O período da guerra civil, permitiu o reconhecimento imediato de um estilo, mas não garantiu uma leitura entusiasmada ou um impacto decisivo. Além da singularidade do líder, da firmeza da ideologia, da disciplina de ferro e de uma política que mistura promoção social e repressão política muito brutal, os bolcheviques se impuseram em 1921 ao vencer a guerra de imagens. Eles conseguiram saturar o espaço público e o horizonte político com seus slogans simples, seu maniqueísmo eficiente e suas cores inovadoras que indicavam um horizonte necessariamente radiante.

* Trecho de análise disponível em https://www.histoire-image.org/fr/etudes/affiche-arme-fatale-guerre-civile-russe

Outubro de 1917, a gigante Capital cai sob a massa de trabalhadores (Dmitri Melnikov, 1919 ou 1920)
Abaixo ao Capital, viva a ditadura do proletariado! (Dmitri Melnikov, 1920)
Proletários! Você não tinham medo de armas pesadas - não tenham medo do trabalho duro! É difícil construir um país de trabalho! (1917-1921)
Junta-se aos capacetes vermelhos! (1917-1921)
Três anos da Revolução (1917-1921)
Dmitrii Stakhievich Moor (1883-1946), 1917-1921.
Dmitrii Stakhievich Moor (1883-1946), 1917-1921.
Lênin e Outubro 1917-1924. Vasily Ermilov (1894-1968).
Para melhorar ainda mais a vida do trabalhador, reprima a invasão dos senhores! (1917-1921)
Login de Usuários
   


Postagens recentes


Veja outras postagens sobre este livro:

[display_search_form]

Deixe uma resposta